RM030 | Romanos 4:23 a 25 | Deus Aceita a Fé para o Proveito de Todos

Texto Bíblico | Os Escritos Judaicos (O Velho Testamento) Registra a Fé de Abraão para o Proveito de Todos os Crentes de Hoje | 4.2.3

23 Ora, não só por causa dele está escrito, que lhe fosse tomado em conta,

24 Mas também por nós, a quem será tomado em conta, os que cremos naquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus nosso Senhor;

25 O qual por nossos pecados foi entregue, e ressuscitou para nossa justificação.

 Comentário

“E creu ele no Senhor, e imputou-lhe isto por justiça”(Gn 15:6)—este versículo foi escrito por Moisés muitos anos depois que Abraão tinha falecido; portanto, não podia ser só para o proveito dele, mas sim para o proveito daqueles que nasceriam depois (v.23). Por este fato, Paulo faz um ponto simples mas profundo. Aquilo que é escrito nas Sagradas Escrituras é para o proveito de qualquer pessoa que crê no Deus que ressuscita os mortos.

Por este versículo, qualquer um hoje que tem fé que Deus ressuscitou Jesus Cristo dos mortos pode saber que sua fé é como a de Abraão. Abraão creu que Deus podia dar vida ao seu corpo e o da sua esposa. Por isso, Deus imputou-lhe justiça. Deus, também, imputa a fé por justiça hoje (v.24).

Paulo concluiu este capítulo com o propósito da morte e da ressurreição de Jesus Cristo. Primeiro, Jesus foi entregue nas mãos de homens pecaminosos e morto, não pelos Seus pecados, mas pelos da humanidade (v.25). Ele não ofendeu ninguém; a humanidade ofendeu Deus. Cristo, então, se tornou o substituto do homem. Ele morreu de propósito. Todos os pecados de todos os homens eram punidos na cruz. A dívida do pecado que o homem devia foi pago de uma vez por todas.

Segundo, Deus levantou Jesus dos mortos porque Ele tinha aceitado Sua morte como suficiente para pagar a dívida do homem. Isto significa para todos que crêem nEle que são libertados da sua culpa—justificados diante dos olhos de Deus.

Estas verdades, harmoniosas e completas, são a soma e substância do evangelho.

Perguntas Interativas

  1. Para quem foram escritas as coisas de Abraão nas Sagradas Escrituras?
  2. Por que Jesus Cristo nosso Senhor foi entregue à cruz?
  3. Por que Jesus nosso Senhor ressuscitou dos mortos?

Palavras-Chave

  • Entregue – Aqui, dado nas mãos daqueles que querem crucificá-lo
  • Evangelho – A mensagem da morte, do sepultamento e da ressurreição de Jesus Cristo e como este evento é suficiente para salvar todos que crêem nEle
  • Justificado – Libertado da penalidade e da condenação do pecado
  • Pecados – Atos, palavras ou pensamentos contra a vontade de Deus
  • Ressurreição – Voltando para a vida depois da morte
  • Ressuscitou – Voltou para a vida depois da morte
  • Sagradas Escrituras – Aqui, os escritos distintamente autorados por Deus conhecidos como os livros do Velho Testamento: Gênesis a Malaquias
  • Tomado em conta – Reconhecido; Atribuido; Imputado

RM021 | Romanos 3:9 a 18 | O Propósito da Lei Revelado por Fracassos Judaicos

Texto Bíblico | A Lei Sempre Era Desobedecida Segundo as Santas Escrituras | 3.2.1

Pois quê? Somos nós mais excelentes? De maneira nenhuma, pois já dantes demonstramos que, tanto judeus como gregos, todos estão debaixo do pecado;

10 Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer.

11 Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus.

12 Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só.

13 A sua garganta é um sepulcro aberto; Com as suas línguas tratam enganosamente; Peçonha de áspides está debaixo de seus lábios;

14 Cuja boca está cheia de maldição e amargura.

15 Os seus pés são ligeiros para derramar sangue.

16 Em seus caminhos há destruição e miséria;

17 E não conheceram o caminho da paz.

18 Não há temor de Deus diante de seus olhos.

Comentário

“Já dantes demonstramos que, tanto judeus como gregos, todos estão debaixo do pecado” (v.9). Aqui, Paulo está concluindo que ele tem argumentado desde capítulo um que todos os homens são culpados perante Deus. Paulo não precisaria comprovar mais o ponto, mas há sempre aqueles que continuam a procurar alguma razão para descordar. Por essa razão, Paulo agora cita das sagradas Escrituras como uma prova final que até nElas Deus tem declarado plenamente que toda a humanidade é pecaminosa.

Quando ele diz aqui: “Como está escrito” (v.10), não está falando de um lugar específico nas sagradas Escrituras. Ele toma a liberdade para juntar o que está escrito em Sl 5:10; 10:7; 14:1 a 3; 36:1; 53:1 a 3; e Is 59:7 e 8.

A maneira em que Paulo usa estes versículos ensina três verdades importantes. [1] As sagradas Escrituras suficientemente declaram aos judeus que o próprio pecado deles não era menos do que o dos gentios; [2] as sagradas Escrituras concordam com o evangelho de Jesus Cristo; e, [3] Paulo tinha muito conhecimento das sagradas Escrituras.

Note quão pecaminoso é o homem segundo estes versículos. Ele é mau nos seus pensamentos (v.11), suas obras (v.12), suas palavras (vv.13 e 14) e seus costumes (vv.15 a 18). O mal supera o seu ser inteiro. Paulo, portanto, conclui que o seu relacionamento com Deus tem sido arruinado—“Não há temor de Deus diante de seus olhos” (v.18).

Perguntas Interativas

  1. O que Paulo já dantes demonstrou sobre ambos os judeus e gregos (gentios)?
  2. Há quantas pessoas boas segundo os escritos judaicos (o Velho Testamento)?

Palavras-Chave

  • Áspides – Cobras pequenas cujo veneno é fatal
  • Enganosamente – Fraudulentamente
  • Gregos – Aqui, aqueles que não são judeus; gentios
  • Judeus – Aqui, aqueles escolhidos no Velho Testamento para receberem a lei de Deus
  • Justo – Aqui, aquele que guarda a lei de Deus; fiel à verdade
  • Maldição – Praga
  • Pecado – Desobediência contra Deus
  • Peçonha – Veneno
  • Sagradas Escrituras – Aqui, escritos claramente autorados por Deus conhecidos como os livros do Velho Testamento de Gênesis a Malaquias
  • Sepulcro – Túmulo; sepultura
  • Temor – Medo; reverência

RM019 | Romanos 3:1 a 4 | A Vantagem do Judeu Revelada por Objeções Judaicos

Texto Bíblico | Paulo Faz o Judeu Orgulhoso Lembrar que o Seu Coração É o Que Importa a Deus | 3.1.1

QUAL é logo a vantagem do judeu? Ou qual a utilidade da circuncisão?

Muita, em toda a maneira, porque, primeiramente, as palavras de Deus lhe foram confiadas.

Texto Bíblico | A Fidelidade de Deus ao Judeu Embora Falte Fé em Alguns Judeus | 3.1.2

Pois quê? Se alguns foram incrédulos, a sua incredulidade aniquilará a fidelidade de Deus?

De maneira nenhuma; sempre seja Deus verdadeiro, e todo o homem mentiroso; como está escrito: Para que sejas justificado em tuas palavras, E venças quando fores julgado.

Comentário

O evangelho sempe tem tido oposição, especialmente pelos judeus, pois as reivindicações do evangelho pertubam o conforto que eles recebem das suas práticas religosas e da sua herança judaica. Além disso, os judeus são humilhados, porque o evangelho mostra que eles não são melhores do que os gentios.

Os judeus muitas vezes contendavam com Paulo e ocasionalmente ficavam violentos. Deus protegia Paulo e lhe permitia colocar por escrito os seus argumentos. Capítulo três especialmente mostra os resultados disso. Enquanto Paulo apresentava a verdade evangelho aos judeus, eles retornaram com perguntas. Paulo escreve este capítulo antecipando aquelas mesmas perguntas; portanto, o leitor deve notar este diálogo. Paulo presentará a verdade e também fará as perguntas dos seus leitores.

Primeiro, os judeus alegavam que o evangelho faz que ser judeu seja sem valor (v.1). Paulo contesta este argumento. A humanidade precisa saber quem Deus é, e Deus especificamente decidiu confiar este conhecimento aos judeus. Nenhum outro povo na terra tinha as Sagradas Escrituras (“as palavras de Deus” v.2) naquela época. Enquanto a natureza revela a divindade e o poder eterno de Deus, somente as Escrituras revelam quem Ele é e o que Ele espera da humanidade. Isso dá os judeus vantagem tremenda sobre os gentios.


Em segundo lugar, os judeus argumentavam que se ser judeu não concede favor com Deus, então Deus deve ser culpado por não cumprir as promessas aos judeus (v.3). Por quê? Desde o promessa de Deus para fielmente abençoar os judeus requeria que os judeus permanecessem fieis a Ele, e eles falharam, então Suas promessas não adiantam. Deus e Suas “palavras” permanecem verdadeiros, mesmo assim, não importando como os judeus mau manejam-os. Paulo então cita as Sagradas Escrituras (Sl 116:11) que levam a uma conclusão: Quando Deus é difícil de ser entendido sempre conclua que Ele está certo, ainda que pareça errado (v.4)

Perguntas Interativas

  1. O que foi confiado aos judeus que lhes deu a vantagem sobre os gentios?
  2. Qual foi a resposta de Paulo à questão de saber se a descrença por parte de alguns dos judeus aniquilaria a fidelidade de Deus?

Palavras-Chave

  • Circuncisão – Aqui, a prática de remover a carne
  • Divindade – O fato que Deus é Deus
  • Eterno – Sem princípio e sem fim; para sempre
  • Fidelidade – Não parar de fazer o certo
  • Gentios – Aqui, os que não são judeus
  • Judeu – Aqui, alguém especialmente dado a lei de Deus
  • Justificado – Sem pecado; sem culpa
  • Sagradas Escrituras – Aqui, escritos distintamente inspirados por Deus conhecidos como os livros do Velho Testamento; Gênesis a Malaquias