RM020 | Romanos 3:5 a 8 | A Vantagem do Judeu Revelada por Objeções Judaicos

Texto Bíblico | A Injustiça do Homem Magnifica a Justiça de Deus Embora Deus Odeie a Injustiça | 3.1.3

E, se a nossa injustiça for causa da justiça de Deus, que diremos? Porventura será Deus injusto, trazendo ira sobre nós? (Falo como homem. )

De maneira nenhuma; de outro modo, como julgará Deus o mundo?

Texto Bíblico | Deus é Justo Condenar um Homem que Faz a Salvação uma Razão para Pecar por Alegar que o Pecado Glorificará a Deus | 3.1.4

Mas, se pela minha mentira abundou mais a verdade de Deus para glória sua, por que sou eu ainda julgado também como pecador?

E por que não dizemos (como somos blasfemados, e como alguns dizem que dizemos): Façamos males, para que venham bens? A condenação desses é justa.

Comentário

Em terceiro lugar, o judeu argumentava que Deus não é justo estar com raiva contra aqueles cujo mal faz a bondade dEle parecer até melhor (v.5). Esta ideia néscia foi ouvida por Paulo mais que uma vez, mas o fato permanece que ainda que a bondade de Deus seja magnificada pelo pecado do homem, Ele ainda julgará todos os homens (v.6).


Em quarto lugar, os judeus argumentava se as mentiras e as obras más do homem fazem a bondade de Deus parecer melhor, então Paulo estava levando pessoas a viver no mal a fim de honrar a bondade de Deus. Paulo nunca disse isso e, portanto, não argumenta este ponto. Em vez disso, ele diz: “A condenação desses é justo” (v.8), pelo qual calou as bocas dos seus adversários nesta questão. Ele pensava Deus ser perfeitamente justo a condenar qualquer um que usa o evangelho como razão de viver no mal. (Note: Em v.6 Paulo disse: “Falo como homem.” Ele queria dizer que estava falando como se ele mesmo fosse seu adversário. Você achará Paulo fazendo isto em vv.7, 8, exceto o parêntese e a última frase sobre condenação. Entender isto faz sentido dos versículos.)

Perguntas Interativas

  1. O que alguns falsamente dissem que Paulo ensinava?
  2. Deus é injusto vingar o homem quando o pecado do homem, na verdade, exalta a justiça de Deus?

Palavras-Chave

  • Abundou – Ir além de um limite
  • Blasfemados – Zombados
  • Glória – Honra
  • Injustiça – Aquilo que está destituido do padrão de Deus e não é aceitável a Deus
  • Injusto – Alguém ou algo destituído da glória de Deus
  • Ira – Raiva de Deus expressada em vingança contra o pecado
  • Julgará – Aqui, determinará quem é justo e quem é injusto
  • Justiça – Aquilo que consegue o padrão de Deus
  • Mundo – Humanidade
  • Pecador – Entregue ao mal
  • Verdade – Interpretação absolutamente correta da realidade

RM016 | Romanos 2:17 a 24 | Deus Julga Ambos o Judeu e o Gentio

Texto Bíblico | Paulo Trata o Judeu Orgulhoso e Sua Alta Visão de Si Mesmo | 2.2.1

17 Eis que tu que tens por sobrenome judeu, e repousas na lei, e te glorias em Deus;

18 E sabes a sua vontade e aprovas as coisas excelentes, sendo instruído por lei;

19 E confias que és guia dos cegos, luz dos que estão em trevas,

20 Instruidor dos néscios, mestre de crianças, que tens a forma da ciência e da verdade na lei;

Texto Bíblico | Paula Encoraja o Judeu Orgulhoso a Repensar a Sua Posição | 2.2.2

21 Tu, pois, que ensinas a outro, não te ensinas a ti mesmo? Tu, que pregas que não se deve furtar, furtas?

22 Tu, que dizes que não se deve adulterar, adulteras? Tu, que abominas os ídolos, cometes sacrilégio?

23 Tu, que te glorias na lei, desonras a Deus pela transgressão da lei?

24 Porque, como está escrito, o nome de Deus é blasfemado entre os gentios por causa de vós.

Comentário

O judeu tinha a lei e ouvia a lei mas não seguia a lei. Paulo lida com este orgulho por simplesmente chamar atenção a ele. A fonte do descanso e da confiança do judeu não estava na prática da lei, somente na posse dela. Isto levou eles a se exaltar sobre outros (vv.19, 20). “A ciência incha” e eles estavam inchados (I Co 8:1). Um homem é sábio, porém, não meramente quando sabe algo, mas quando faz o que sabe. Então e só então, se torna apto para liderar os outros.

Na verdade, muitos judeus tinham uma maior lealdade às tradições feitas pelos homens do que pela lei. Eles substituiram as tradições pela lei. (Para um estudo mais avançado, note o conflito entre a lei e a tradição judaica em Mt 15.)


 

A arrogância leva à ignorância. Estes judeus falharam a se ver corretamente por causa do orgulho (vv.21 a 23). Na verdade, não eram somente ignorantes de si, mas também das Escrituras. Seu próprio Velho Testamento ensinava que os judeus tinham vivido erradamente de forma que os gentios falassem mau de Deus (v.24). Duas passagens específicas são dignas de ser anotadas, Is 52:5 e Ez 36:20 a 23. Se eles tivessem conhecido o significado destas passagens, teriam sido menos propensos a se vangloriar.

Perguntas Interativas

  1. O que o judeu tinha que infelizmente provocou orgulho nele, levando-o a achar que ele mesmo era guia dos cegos e luz dos que estão em trevas?
  2. O nome de quem era blasfemado entre os gentios por causa da desobediência dos judeus?

Palavras-Chave

  • Abominas – Odeias; detestas; Estas revoltado com
  • Blasfemados – Profanados
  • Eis – Olhe [!]
  • Escrituras – Aqui, os escritos especificamente autorados por Deus conhecidos como os livros do Velho Testamento: Gênesis a Malaquias
  • Gentios – Todos que não são judeus; Aqui, aqueles que nunca conheciam a lei de Deus dada aos judeus
  • Ídolos – Falsos deuses normalmente representados por uma estátua, imagem
  • Judeu – Aqui, aqueles especificamente dados a lei de Deus
  • Lei – Aqui, o padrão escrito de Deus do certo e do errado dado aos judeus
  • Sacrilégio – Profanar as coisas de Deus; Abuso ou uso impróprio das coisas de Deus
  • Verdade – Interpretação correta da realidade; aqui, a interpretação correta do padrão de Deus
  • Vontade – Desejos